No desejo de nossos corpos

No desejo de nossos corpos

Essa noite eu a convido
A visitar o meu quarto,
E na minha cama

Estará coberta de pétalas
De rosas vermelhas
Para seu ar perfumar.

Lá a levarei ao delírio,
Em meus braços pegarei,
Suavemente a conduzirei.

Até que nossos corpos se tocam.
Nessa chama ardente no desejo.
Que nos leva a longos beijos profundos.

Roupas que voam a medida
Que nós tocamos pelo desejo.
Não é… Mais possível controlar.

Um amor acontece,
Na chama que prevalece.
No desejo de nossos corpos.

Poeta
by@xandy
19/04/19

Deixe uma resposta