Dê encontro ao amor.

Dê encontro ao amor.

Bastou eu te olhar para
Não me controlar em um
Beijo de roubar.

Coração faltava saltar da boca
Quando eu suavemente aos seus
Selei o beijo desejado.

Olhares perdidos e sem sentidos
Desejos contidos e tão escondidos
Há muito esperarado.

Era uma chama e agora
Um fogo sem controle
Desejo-a de tê-la

Corpos carentes presentes
Sensualizando no momento.
Dê encontro ao amor.

Poeta
by@xandy
02/07/19

Deixe uma resposta